Leia mais sobre esse mercado que está em constante expansão.

Neste artigo você vai ver:

  • As principais informações sobre o universo das franquias.
  • O que é necessário para abrir uma franquia.
  • Como escolher uma franquia.

As franquias vêm se tornando alternativas interessantes para quem quer empreender sem enfrentar todos os desafios de montar um negócio do zero. Ao adquirir uma franquia você já conta com um modelo de negócio sólido, uma marca conhecida e um know-how do franqueador que te ajudará a enfrentar qualquer desafio.

Não é à toa que, segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o faturamento total do setor em 2018 foi de R$ 31,9 bilhões, com o número de novas unidades inauguradas subindo 5,4% em relação ao ano de 2017. Além disso, o mercado brasileiro de franquias movimentou R$ 174,8 bilhões nesse mesmo período, um crescimento de 7,1%.

A expectativa da ABF para o biênio 2019-2020 é otimista, com crescimento previsto de 8% a 10% no volume de faturamento e de 5% a 6% no volume de unidades em operação.

O mercado está em franco crescimento. Porém, antes de entrar nessa, trouxemos um guia com tudo que você precisa saber sofre franquias. Assim você pode entender os desafios, as vantagens, desvantagens e como ter sucesso nessa área.

Entenda todos os termos, expressões e detalhes sobre esse tipo de negócio

Conhecimento é poder. Por isso, quanto mais você souber sobre os termos, expressões e demais detalhes desse universo, mais fácil será de entender e se preparar para tudo que pode acontecer.

Por isso, aconselhamos que você se familiarize e entenda todos os termos presentes no nosso glossário sobre franquias.

Franquia é um bom negócio pra você?

A primeira avaliação que você precisa fazer é se realmente abrir uma franquia é um bom negócio pra você. Ao investir nesse tipo de empreendimento, você vai precisar ter proatividade, iniciativa e força de vontade para enfrentar todas as adversidades que serão encontradas pelo caminho.

Se você nunca empreendeu e vem de experiências apenas como funcionário, saiba que é preciso ter muito foco em resultados, além de espírito de equipe e senso de liderança, já que na maioria das vezes será necessário gerenciar outros colaboradores.

Leve em consideração que será preciso se dedicar totalmente à operação da franquia. Muitas vezes você não terá fim de semana ou feriado e precisará estar disponível para monitorar, planejar e gerenciar todas as atividades que acontecem em sua unidade, pelo menos nos primeiros estágios do desenvolvimento do negócio.

Você tem o capital necessário para abrir e manter este negócio?

Um erro que pode levar um franqueado à falência é não avaliar bem os gastos que terá com a franquia. É necessário botar na ponta do lápis quais serão todos os seus gastos. Assim, conhecendo sua situação financeira é possível identificar qual será o capital de giro necessário para manter sua empresa funcionando.

Primeiramente é preciso avaliar seu fluxo de caixa cuidadosamente e saber quais as entradas e saídas, além de todos os ativos do seu negócio. Algumas despesas que são comuns no começo de qualquer franquia e precisam ser levadas em consideração:

  • Contas de água e de energia.
  • Aluguel ou o condomínio.
  • Pagamento dos fornecedores.
  • Custos dos funcionários.
  • Renovação de estoque.
  • Rateios, entre outros.

Não se esqueça de avaliar as operações financeiras que sua empresa executa. Se seus clientes pagam parcelado, então você pode demorar a receber todo o valor que necessita. No caso de precisar comprar produtos ou pagar fornecedores e funcionários, precisa levar em conta esse dinheiro que ainda não entrou em caixa. Para isso será necessário um capital de giro maior a fim de suprir essa lacuna.

Avalie bem a franquia que você tem interesse

Lembre-se que você investirá tempo e dinheiro na aquisição desta franquia, portanto precisa avaliar todos os pormenores para ter certeza de que está fazendo um bom negócio. O primeiro passo é estudar minuciosamente a Circular de Oferta de Franquia (COF).

A COF é um documento fundamental e tão importante que a Lei nº 8.955 exige sua emissão, devendo ser entregue em no mínimo 10 dias antes que seja firmado o contrato. Nela são disponibilizadas informações sobre a situação financeira do franqueador, os investimentos totais que devem ser realizados e até a situação legal da empresa.

Além disso, é importante buscar a opinião de outros franqueados. Melhor ainda se você conseguir conversar com um ex-franqueado, assim você poderá entender o que aconteceu para que ele desistisse, quais os problemas enfrentados, etc.

É importante saber como é o suporte prestado pelo franqueador, se as relações são transparentes, se o produto ou serviço oferecido é realmente de qualidade, dentre outras questões que podem fazer diferença no dia a dia da operação do negócio.

Faça uma pesquisa de mercado

Não vá por impulso ou pensando apenas se o valor do investimento é baixo e cabe no seu bolso. É necessário que você faça uma pesquisa de mercado para avaliar se realmente terá sucesso na operação desta franquia no lugar onde você deseja.

Identifique os concorrentes diretos e indiretos presentes na mesma praça de atuação, suas forças e fraquezas, como eles poderão influenciar no seu negócio.

Leve em consideração o ponto comercial onde você planeja montar sua empresa. Não adianta, por exemplo, montar uma loja de produtos de luxo em uma periferia onde seu público não está presente.

Tudo deve ser analisado com muita calma e inteligência, antes mesmo de iniciar a operação.

Foco na gestão

Para que sua franquia tenha sucesso você precisa estar focado em uma gestão eficiente deste negócio. Estes são alguns erros comuns que você deve evitar:

  • Não conhecer como funciona o sistema de franquias;
  • Escolher uma franquia que não tenha “a sua cara”;
  • Executar uma má avaliação do mercado;
  • Não executar um bom planejamento financeiro;
  • Não seguir as orientações da franqueadora;
  • Não estar presente na franquia.

A gestão é a parte mais importante para o sucesso como franqueado. Você precisará manter sua equipe unida, ter inteligência emocional, controlar os gastos, saber onde fazer os melhores investimentos e estar sempre presente para que o negócio consiga se desenvolver.

É um desafio e tanto. Mas com foco, planejamento e perseverança ficará fácil trilhar seu caminho de sucesso.

%d blogueiros gostam disto: