Escolha uma Página

Montar um negócio do zero não é nada fácil! O Brasil é um dos países mais burocráticos e com maior carga tributária do mundo. Aqui, em terras tupiniquins, por exemplo, podemos levar mais de 100 dias pra regularizar uma empresa. Já em países desenvolvidos a média é de apenas 5.

É por esses e outros motivos que os empreendedores brasileiros investem cada vez mais em franquias. No ano de 2016 houve um aumento de 8,3% no valor das receitas das franquias, em comparação com o ano anterior. As franquias estão rendendo mais e se popularizando devido a sua facilidade de aplicação e segurança no investimento.

Mas, como nem tudo são flores, algumas vezes as franqueadoras acabam não sendo tão transparentes e mostrando todos os gastos ocultos ao optar por uma franquia. É por isso que você deve ficar atento e optar por negócios onde as informações são claras e objetivas.

Pra te ajudar nessa, nós preparamos a seguir uma lista com alguns custos de uma franquia de restaurante (afinal, essa é nossa área) que você deve ficar atento para não ser pego de surpresa.

Os custos de uma franquia de restaurante que ninguém te contou que existiam

Optar por uma franquia é uma excelente opção. Você não precisa se preocupar em criar uma nova marca, utiliza o know-how de alguém que já está no mercado, já tem um produto ou serviço bem definido e tem um bom suporte para começar um novo negócio.

Mas algumas coisas funcionam quase da mesma forma como em uma empresa qualquer e são estes gastos que muitas franqueadoras não contam. Os custos de uma franquia de restaurante, por exemplo, são variados e você precisa ficar atento a eles. Portanto, veja esta lista a seguir e se prepare para não ser pego de surpresa.

Custos de manutenção, reposição de louça e utensílios – Será muito comum a manutenção de algumas ferramentas ou instalações no seu restaurante. Encanamentos entopem, fogões estragam, louças quebram, vassouras envelhecem. Todos estes custos precisam ser levados em conta.

Custos de frete – Muita gente se esquece que às vezes é preciso buscar insumos em outros lugares. Nesse caso você precisa pensar nos gastos com fretes e transportes.

Custos com encargos trabalhistas e funcionários temporários – Não dá pra negar. Vivemos em um dos países com uma das maiores cargas tributárias e trabalhistas do mundo. E ainda que a reforma trabalhista tenha facilitado algumas coisas, você precisa incluir no custo de uma franquia de restaurante os gastos com os mais variados encargos e com contratações extras. Numa operação é comum a necessidade de mão de obra temporária para cobrir folgas, faltas, etc.

Custos de desperdício – Em um restaurante não temos como fugir do desperdício. E isso precisa ser pensado, afinal, é comida (e dinheiro) que estão indo pra lata do lixo.

Custos com taxas de cartão e serviços bancários – Dinheiro é pra emergências! Você provavelmente já ouviu isso. Hoje em dia todo mundo prefere usar cartão e você vai ter que oferecer esta forma de pagamento aos seus clientes. Por isso precisa incluir os gastos com aluguel das máquinas e demais taxas operacionais nos custos de uma franquia de restaurante.

Alimentação, transporte e materiais para funcionários – Você, com certeza, quer dar boas condições de trabalho e manter seus funcionários motivados, por isso precisa pensar nos custos que terá com a alimentação deles, transporte para os que moram longe e os materiais que eles usarão no dia a dia, como uniformes, itens de segurança, dentre outros.

Décimo terceiro aluguel de shoppings – Montar uma franquia em grandes polos comerciais como shoppings é garantia de sucesso. Mas nos custos de uma franquia de restaurante você precisa incluir, além dos doze alugueis normais, o décimo terceiro aluguel que é cobrado pela maioria dos shoppings no mês de dezembro.

Materiais de consumo e limpeza – Atente para que conste nas planilhas financeiras os gastos com itens de limpeza, pois também é um custo representativo no orçamento mensal.

Reajustes anuais contratuais – Um negócio é composto por diversos contratos com os mais variados fornecedores, em uma planilha de viabilidade é essencial contar com os reajustes anuais desses contratos. Fique atento a esses detalhes para fazer um bom negócio.

Escolha uma franquia transparente e não tenha surpresas

Na hora de escolher onde investir seu dinheiro, avalie bem os custos de uma franquia de restaurante e opte por aquela que lhe apresenta as melhores soluções e faz tudo de maneira transparente. Assim você tem a garantia de que o franqueado quer o melhor para você e deseja realmente o seu sucesso.

%d blogueiros gostam disto: