Abrir uma franquia pode ser uma excelente ideia. O modelo de negócio já estruturado, uma marca forte, e todo o know-how disponibilizado pelo franqueador são atributos interessantes, que permitem a criação de uma empresa lucrativa e com menor taxa de risco.

Não é à toa que, segundo dados da ABF, o setor registra um faturamento anual de aproximadamente R$ 160 bilhões, reunindo mais de 140 mil unidades e cerca de 2.800 marcas de franquias.

Você, provavelmente, já deve ter visto que abrir uma franquia pode ser seu melhor caminho para o sucesso. Mas, ainda assim, algumas dúvidas podem surgir. Afinal, como se preparar? Qual tipo de franquia escolher? Como é o processo de abertura?

A seguir nós vamos tirar essas e outras dúvidas.

Primeiro é preciso espírito empreendedor

Engana-se quem pensa que uma franquia vem com tudo pronto, que só é preciso colocar um pouco de dinheiro e gerenciar algumas coisas.

Pra ser um franqueado de sucesso é preciso espírito empreendedor, desejo de aprender, evoluir, disposição pra trabalhar, inclusive nos finais de semana, além de capacidade de gerenciar equipes, finanças e todos os desafios que surgem após a abertura de uma franquia.

Se você é acomodado, tem medo de desafios, não tem habilidades gerenciais, provavelmente abrir uma franquia também não será uma boa opção pra você ainda.

Busque afinidade com o negócio

Se você pensa em abrir uma franquia, antes de qualquer coisa, trace o seu perfil. Liste suas habilidades e competências, o que gosta de fazer, para quais áreas tem maior inclinação e, então, busque uma franquia que se encaixe no seu perfil.

Sabendo as áreas que você tem interesse, avalie as opções disponíveis. Confronte seu perfil e suas habilidades com as características da empresa que você está buscando ser franqueado. Se tiver afinidade, aí você pode ir para o próximo passo e ver se rola o “namoro”.

Conheça bem a franquia que você deseja

Se já rolou a química, agora é a hora de começar o “namoro” e conhecer mais sobre a franquia com que você deseja casar, ou melhor, investir.

Além das informações disponíveis na internet, em sua consulta na Circular de Oferta de Franquia (documento padrão que reúne as principais informações sobre a empresa), busque também visitar as lojas ou conhecer de perto os serviços oferecidos, como se fosse um cliente.

Colha a opinião de outros clientes, funcionários e, se possível, até de parceiros comerciais, para saber todos os detalhes de como é trabalhar com este franqueador.

Conheça o tipo de operação e os serviços que ela oferece. Hoje existem redes que trabalham no sistema home-based (trabalho em casa), quiosques, lojas grandes ou menores, franquias móveis ou e-franquias, entre outros formatos.

Não esqueça de também levantar todos os custos da operação, como gastos com funcionários, aluguel, treinamentos, marketing, dentre outros, a fim de evitar que você seja pego de surpresa.

Hoje existem franquias que o custo inicial pode variar entre R$ 100 mil a R$ 36 milhões, com prazo de retorno de investimento variando entre as empresas. A Usina de Massas, por exemplo, tem o seu Payback (tempo estimado para que você recupere o seu investimento total inicial) em até 30 meses.

Todos estes pormenores devem ser colocados na ponta do lápis para que você tenha a certeza de estar fazendo um bom negócio.

Conheça o mercado

Esse é mais um daqueles itens básicos que você deve avaliar antes de começar. A análise do mercado onde você pretende inserir sua empresa pode fazer total diferença para o sucesso da mesma.

Estude a concorrência, o público potencial, as oportunidades, os melhores lugares para implantação da loja, etc.

Nós da Usina trabalhamos com culinária italiana, que é adorada pelos brasileiros. Ainda por cima, nossos produtos são avaliados como “ótimos” por 92% dos clientes. É uma receita para o sucesso.

Escolha a franquia e faça o cadastro

Depois de todas as análises iniciais, chega a hora de finalmente escolher aquela que apresenta as melhores condições, se encaixa mais com o seu perfil, para, então, preencher o cadastro (geralmente online) para que a franqueadora possa analisar o perfil do candidato.

A hora do casamento

Se seu perfil for aprovado, chegará a hora de ter uma reunião com o franqueador para formalizar o negócio. O candidato receberá a minuta do contrato e a Circular de Oferta de Franquia (COF), que deve apresentar algumas informações importantes:

  • Balanços do franqueador dos últimos dois exercícios
  • Valores a serem pagos (como taxas de franquia, royalties e publicidade)
  • Como é o treinamento e que suporte é oferecido
  • Se há obrigação de comprar só de fornecedores aprovados pela rede
  • Se existem pendências judiciais

Antes de fechar negócio, avalie minuciosamente a minuta do contrato para saber como será a sua relação com o franqueador e todas as suas obrigações como franqueado.

Se possível, tente negociar alguns pontos de seu interesse, como multa por invasão de território, valor do investimento inicial ou até a taxa de royalties, caso seja o primeiro franqueado a aderir à rede.

Fique atento aos seguintes pontos do contrato:

  • Sua responsabilidade com a marca
  • Como é o fornecimento de produtos
  • Ao sair da rede, por quanto tempo é proibido atuar no mesmo ramo?
  • Como é feita a rescisão se o negócio não ser certo
  • A possibilidade de vender a franquia

Aproveite este momento para utilizar todos os dados fornecidos para calcular como será o retorno financeiro da franquia. Assim, você fica mais seguro ao investir.

Chegou a hora de abrir sua franquia!

Essa é a hora de colocar a mão na massa e trilhar o seu caminho rumo ao sucesso!

Você tem interesse em franquias de alimentação? Conheça a Usina de Massas, um negócio que pode trazer lucros até 20 vezes maiores que um investimento comum! Não espere mais. Excelentes resultados só dependem de você.

%d blogueiros gostam disto: