Escolha uma Página

Tente se lembrar de uma vez que você foi bem atendido. Lembre-se também de uma em que foi mal atendido. Provavelmente você indicaria a primeira empresa e até use ainda seus produtos e serviços. Já da segunda, onde você não teve uma boa experiência, provavelmente nunca mais usará um produto ou serviço e muito menos fará uma indicação.

Em um restaurante isso é ainda mais importante. Um cliente pode até entender que um prato não esteja tão bom. Se o seu preço for alto, mas a experiência for boa, provavelmente ele vai achar que ainda assim valeu a pena. Agora, se seu cliente for mal atendido, talvez nunca mais sente na sua mesa, não importando se a sua comida é primorosa e se seu preço é super baixo.

Uma pesquisa da Forum Corporation comprovou que o bom atendimento é essencial. Dentre os clientes pesquisados, 30% deles disseram ter abandonado uma marca porque encontraram outro produto mais barato ou melhor. No entanto, 70% garantiram que abandonaram por questões ligadas diretamente ao atendimento: 21% pela falta de contato e atenção e 49% porque a atenção recebida era de baixa qualidade.

E pra atender bem, não basta apenas querer, você precisa criar um ecossistema que funcione para que o consumidor tenha uma ótima experiência.

Atenda bem sua equipe, pra ela atender bem seu cliente

Não adianta tratar sua equipe a chicotadas e esperar que eles tratem perfeitamente os seus clientes. O melhor jeito de fazer seus colaboradores atenderem bem é incentivando que eles façam isso naturalmente, por vontade própria, pelo prazer de atender bem.

Até porque um bom atendimento está longe de ser um processo robótico. Precisa ser humano, precisa ter empatia. E para isso é preciso que você, como gestor, também trate bem seus colaboradores, mostre a importância do bom atendimento, saiba dar o exemplo e crie uma comunicação eficaz entre todos para que estejam sempre alinhados e dispostos a fazer o melhor para os fregueses.

É como disse o Executivo de E-commerce e Customer Experience, Rodrigo Tavares, no CX Summit em Inhotim: “Não existe B2B, B2. Só existe H2H (Human to Human)”. São pessoas lidando com pessoas, por isso é tão importante que estas pessoas estejam felizes, motivadas, tanto que atende, como quem é atendido.

Para incentivar este comportamento em sua equipe o gestor pode, além de criar uma comunicação eficiente e ser um bom exemplo, pode também investir na premiação dos colaboradores que melhor desempenham este papel.

Aprenda com quem dá bons exemplos

A forma mais fácil de aprender é olhando os bons exemplos ao seu redor. Por isso, invista seu tempo em busca de inspiração, tanto em livros, palestras, cursos, como no próprio exemplo dos seus concorrentes e outras empresas que prestam um bom serviço ao consumidor.

Se espelhe em empresas como Natura, Google, Nubank e Magazine Luiza, que foram destaques numa pesquisa feita pela Revista EXAME e o IBRC, que ouviram 5122 pessoas em 148 cidades de todos os estados brasileiros. Estas marcas entenderam que não há nada mais marcante do que um bom atendimento, que se preocupa em realmente resolver o problema do cliente e garantir que sua experiência seja inesquecível.

Como tornar o atendimento em seu restaurante perfeito?

Talvez seja impossível tornar o atendimento perfeito, até porque se algo está perfeito, quer dizer que está completo e no quesito atendimento a gente sempre deve continuar melhorando cada vez mais. A busca pela perfeição deve ser constante, mas não devemos nos acomodar achando que já chegamos neste patamar.

Essa busca pelo atendimento perfeito se resume em uma simples atitude: empatia. Ela é a capacidade de se identificar com outra pessoa, de sentir o que ela sente, de querer o que ela quer, de apreender do modo como ela apreende. Resumindo: atenda como você gostaria de ser atendido!

Atenda sempre prontamente e com gentileza. Ninguém gosta de ficar esperando ou ter que implorar pra ser servido. É sempre melhor quando sua equipe está atenta ao cliente e consegue entender que ele precisa de atendimento, antes mesmo de chamar.

Por isso invista em uma equipe competente e bem treinada, que conheça técnicas de bom atendimento e também saiba do seu negócio, podendo, assim, resolver todos os problemas do seu cliente de forma ágil.

Quer saber se o cliente foi bem atendido? Pergunte!

A melhor maneira de saber se um cliente foi bem atendido em seu restante é perguntando. Peça que ele lhe conte como foi sua experiência ou crie formas de facilitar o feedback deles por meio de formulários de pesquisa ou outros meios que eles se sintam mais a vontade.

Hoje existem diversos aplicativos onde as pessoas compartilham fotos e opiniões sobre os lugares que visitam, como Google Maps, Facebook e Trip Advisor. Monitore sempre estes canais para saber a opinião dos usuários e tenha uma conduta gentil e proativa, preocupada em encantar e solucionar os problemas do consumidor.

Caso o freguês relate algum problema, não reaja com grosseria ou impaciência. Essa é uma oportunidade para reverter essa má impressão e mostrar o quanto você se importa com este cliente. Sem dúvidas um cliente que teve seu problema solucionado, mesmo que em um primeiro momento esteja insatisfeito, se notar que houve a intenção de mudar esse cenário, poderá tornar-se um cliente fiel e defensor da marca.

Busque sempre, além de atender bem, surpreender e fazer mais do que a pessoa espera, principalmente se a primeira impressão não foi boa. Ofereça algo para que ele possa voltar e, então, você pode ter a chance de encantar profundamente.

Apaixone-se pelo seu cliente e ele se apaixonará por você

Se você se apaixonar por servir bem, o seu freguês também vai se apaixonar pelo jeito que você o tratou. Isso além de gerar mais empatia, energias positivas e felicidade, também resultará em mais sucesso e faturamento para o seu restaurante.

Porém, se você acredita que o atendimento não é tão importante, que você não precisa estar presente, dar o exemplo e investir para que isso seja um diferencial no seu negócio, fica apenas uma última pergunta: se você não está trabalhando para fazer os seus clientes verdadeiramente felizes com o que você faz, por que ainda está de portas abertas?

Mais do que trabalhar para ter dinheiro, você precisa ter um propósito e entregar valor ao seu consumidor, possibilitando uma experiência prazerosa. Se você não tem como propósito e objetivo de negócio fazer seu cliente feliz ao entrar no seu restaurante, esse texto não é pra você. E o ramo de serviços de atendimento ao público também não.

%d blogueiros gostam disto: